Pós EAD em Enfermagem em saúde da criança e adolescente

Foto do curso Enfermagem em Saúde da Criança e Adolescente

 Sabemos que as crianças são o futuro da nossa sociedade e dádivas especiais para o mundo. Em geral, a saúde infantil melhorou e os coeficientes de mortalidade e as incidências das doenças diminuíram em algumas áreas, porém ainda é necessário priorizar a saúde infantil em todo o mundo.

Os hábitos e as práticas estabelecidos na infância influenciam profundamente no contexto saúde-doença ao longo de toda a vida. Para a vida em sociedade, é de grande relevância desenvolver uma população que cuide das crianças e adolescentes e promova os cuidados com a saúde e opções de estilo de vida consistentes.

Como enfermeiros com especialização em saúde da criança e do adolescente, espera-se que vocês desempenhem um papel importante nesse processo. Com grande frequência, vemos enfermeiros atuarem na “linha de frente” como defensores de questões delicadas e dilemáticas, ressaltando a importância dos cuidados com a saúde desse público especifico e enfrentando a falta de recursos e de acesso ao sistema de saúde, que prioriza o tratamento das condições agudas em detrimento da educação e da prevenção.

A proposta do nosso curso é oferecer ao enfermeiro o conhecimento necessário e atualizado para melhor atender a criança e ao adolescente, no contexto saúde-doença, abrangendo a família, de modo humanizado e único. O conhecimento aqui adquirido possibilitará ao enfermeiro sentir-se inteirado e seguro de prestar uma assistência de qualidade à criança e ao adolescente, independente do âmbito o qual se encontra.

 Atualmente, o Brasil possui 69,8 milhões de crianças e adolescentes entre zero e 19 anos de idade, o que representa 33% da população total do país. Dados revelam, também, que a Região Norte é a que apresenta a maior concentração de crianças e adolescentes, superando cerca de 41% da população total.

Interessante abordar que, na faixa de 0 a 14 anos, há no país 9,1 milhões de crianças e adolescentes vivendo em situação domiciliar de extrema pobreza e 9,7 milhões em situação de pobreza. O que esses dados mostram? A vulnerabilidade e a maior probabilidade de riscos e danos à saúde que esse público especifico possui. Com esses dados em mãos, pensamos, como enfermeiros, no contexto saúde-doença e nos determinantes sociais de saúde que podem influenciar, direta ou indiretamente, na saúde dessa população.

Estarmos aptos e capacitados para lidarmos com essa parcela da população é de extrema importância. Devemos ter a ideia de que cuidando bem de nossas crianças e adolescentes, formaremos adultos mais saudáveis no futuro.

Por ser um público especifico e cheio de peculiaridades, é muito importante tratarmos como tal: únicos e peculiares, e não somente como “adultos pequenos”. É válido compreender que, cada idade possui suas características, vulnerabilidades e riscos, e que devemos trabalhar conforme as demandas que nos forem sendo apresentadas.

Com base nisso, vemos a necessidade e a relevância de nos especializarmos para atender esse público tão peculiar e especial, e nada melhor do que nos capacitarmos da maneira mais completa possível: conhecimento teórico atualizado e com metodologias atraentes, sempre valorizando a humanização no atendimento.

 

Objetivos:

-   Conhecer as principais políticas públicas pertinentes ao público pediátrico.

-    Avaliar as principais demandas associadas à saúde da criança e do adolescente;

-   Incentivar o conhecimento dos programas de saúde que envolvem o público infantil;

-  Abordar os principais temas biopsicossociais que envolvem a saúde do adolescente.

-  Compreender a estratégia Aidpi e suas nuances no tratamento de crianças acometidas por qualquer doença prevalente na infância.

-  Identificar e atuar de forma assertiva no tratamento de crianças acometidas com qualquer doença prevalente da infância

-  Compreender a Sistematização da Assistência de Enfermagem e a sua aplicabilidade na pediatria.

 

A quem se destina:  Graduados em Enfermagem


Carga horária: 380h.

Duração: Aproximadamente 12 meses.

100% online, sem encontro presencial.

As aulas são gravadas compostas por materiais escritos e vídeos explicativos intermediários, atividades como: Chat e Vídeo-chat, Fóruns, Testes e Avaliações Dissertativas que o aluno realiza através do Ambiente Virtual de Aprendizagem.

 

MATRIZ CURRICULAR:

- GESTÃO DE PESSOAS EM ORGANIZAÇÕES HOSPITALARES

Proporcionar aos profissionais de enfermagem uma visão ampla para o gerenciamento na gestão de pessoas, que envolvem ações de recrutamento, seleção, capacitação, e desenvolvimento com visão de valorização e qualificação da equipe multidisciplinar, também ter conhecimento dos conceitos do processo gerenciamento dos serviços em Enfermagem.

- POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE

Tem o objetivo de conhecer o Sistema Único de Saúde brasileiro (SUS) e sua articulação com a saúde Suplementar; de correlacionar as bases biológicas da saúde com as bases sociais, numa visão integral do indivíduo em família e coletividades; e de despertar compreensão sobre a relevância do trabalho em equipe e da articulação em redes de atenção à saúde.

- TECNOLOGIA EM SAÚDE

Aprimorar o conhecimento com foco nos avanços tecnológicos, envolvendo o manejo dos equipamentos, manutenção preventiva, possibilitando a implementação de estratégias contínuas de capacitação para lidar com os avanços e aprimoramentos neste contexto, com foco na qualidade da assistência, o uso das tecnologias na enfermagem em UTI, e o manejo para resolutividade dos potenciais problemas., e agir no cuidado do cliente.

-  SAÚDE DA CRIANÇA, DO ADOLESCENTE E JOVEM

Saúde da Criança. Saúde do Adolescente. Políticas Públicas. Políticas Públicas Parte II.

-  POLÍTICA NACIONAL DE HUMANIZAÇÃO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE

Introdução a Atenção à Saúde da Criança. Programas e Políticas de Atenção Integral a Saúde da Criança. Tópicos Especiais em Saúde da Criança.

-  ALTERAÇÕES BIOPSICOSSOCIAIS NO ADOLESCENTE

Influências da Família, Sociais, Culturais e Religiosas na Promoção da Saúde do Adolescente. Tópicos Especiais em Saúde do Adolescente. Políticas Públicas de Saúde do Adolescente.

-  ASSISTÊNCIA INTEGRADA ÀS DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIA

Conhecendo a Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância. Estratégia AIDPI. Tópicos Especiais em Pediatria.

-  SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM EM PEDIATRIA

Sistematização da Assistência de Enfermagem: Considerações Gerais. Processo de Enfermagem. Aplicação da Sistematização da Assistência de Enfermagem e do Processo de Enfermagem em Pediatria.

-  CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO INFANTIL

A chegada da Criança à Família. Crescimento e Desenvolvimento: Conceitos Gerais. Tópicos Especiais em Crescimento e Desenvolvimento.

- AVALIAÇÃO FINAL

No final, o aluno realizará uma avaliação, contendo questões relacionadas aos conteúdos ministrados ao longo do curso.


A seleção é constituída das seguintes etapas:

1. Preenchimento de ficha de inscrição;

2. Pagamento da primeira mensalidade por meio de boleto bancário;

3. Encaminhamento da seguinte documentação para o endereço de e-mail: documentos@posead.saocamilo.br

a) histórico escolar;

b) diploma de Curso de Graduação ou demais Cursos Superiores (fotocópia autenticada) ou, em caráter excepcional e provisório, a certidão de conclusão de Curso Superior, emitida por Instituição de Ensino Superior (IES) reconhecida.

c) cópia da cédula de identidade;

d) cópia do CPF;

e) uma fotografia no tamanho 3 x 4 atual;

f) curriculum vitae resumido.