Pós em Fisioterapia do Trabalho e Ergonomia


A Ergonomia visa à prevenção e minimização dos riscos das atividades laborais, na busca da manutenção da integridade física e mental, promovendo a qualidade de vida dos colaboradores, reduzindo as lesões e afastamentos do ambiente de trabalho. Um profissional especializado em fisioterapia do trabalho torna-se cada vez mais, nos dias de hoje fundamental, principalmente em áreas como a ergonomia e biomecânica, em conjunto com uma equipe multidisciplinar. Sua atuação visa melhorar a qualidade de vida do trabalhador e prevenir lesões músculo esquelética. O resultado desta intervenção é uma melhora no desempenho e na produtividade no trabalho. No Brasil cerca de 20% da população trabalhadora encontra-se afastada do trabalho, onde um terço dos casos está relacionado a sua rotina trabalhista, havendo assim o crescimento atual do quantitativo de indivíduos que apresentam a incapacidade para o trabalho de forma temporária ou prolongada, correspondente às muitas condições de saúde, introduzindo um novo desafio para a saúde pública. A incidência de doenças ocupacionais vem crescendo significativamente nas últimas décadas representando hoje um grave problema de saúde pública. Podemos defini-las como doenças decorrentes da exposição dos trabalhadores aos riscos ambientais, ergonômicos ou de acidentes. Temos então, um enorme campo de trabalho, em potencial no setor industrial, e de serviços a ser explorado pela fisioterapia especializada nesta área.

 

Objetivos:

- Identificar as situações de risco à saúde causadas pelos processos produtivos;

- Realizar uma anamnese ocupacional;

- Identificar os processos mórbidos associados com a exposição aos fatores de risco ambientais e ocupacionais;

- Explicitar a relação existente entre saúde - trabalho - doença;

- Descrever o quadro da doença, incapacidade e óbitos dos trabalhadores no Brasil;

- Identificar os princípios e os fatores básicos para o reconhecimento e a prevenção das doenças ocupacionais;

- Integrar o conhecimento adquirido na disciplina com o de outras do currículo médico, de modo a identificar a participação do trabalho na ocorrência de desvios e de agravos a saúde;

- Situar e reconhecer a responsabilidade profissional de saúde na modificação de quadro de morbi-mortalidade resultantes de fatores ambientais.

 

A quem se destina: Profissionais com graduação em Fisioterapia interessados nas metodologias de aprofundamento em Fisioterapia do Trabalho e Ergonomia.

 

Clique aqui e baixe o resumo completo do curso

Carga Horária: 420h

Duração: Aproximadamente 12 meses.

100% online, sem encontro presencial.

As aulas são gravadas compostas por materiais escritos e vídeos explicativos intermediários, atividades como: Chat e Vídeo-chat, Fóruns, Testes e Avaliações Dissertativas que o aluno realiza através do Ambiente Virtual de Aprendizagem.

 

MATRIZ CURRICULAR:

- SAÚDE PREVENTIVA E PROMOÇÃO DA SAÚDE

Aprofundar conhecimento acerca da evolução do conceito de saúde e do processo saúde-doença-cuidado em indivíduos e populações. Estudar sobre os determinantes sociais de saúde e o paradigma da promoção da saúde. Compreender os diferentes níveis de prevenção de doenças.

- POLÍTICA NACIONAL DA SAÚDE DO TRABALHADOR

A relação saúde-trabalho: conceitos de trabalho, processo e organização do trabalho. Histórico e paradigma da relação saúde-trabalho. Políticas em Saúde do Trabalhador(a), vigilância e informação em saúde do trabalhador(a). Organização de serviços para a Saúde do Trabalhador(a).

- FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO

Estudo das vias metabólicas produtoras de ATP; Introdução ao metabolismo. Metabolismo de carboidratos. Metabolismo de lipídios. Metabolismo de aminoácidos e proteínas. Metabolismo Basal. Fatores que afetam o metabolismo basal. Vias energéticas e interações metabólicas nos diferentes tipos de atividades.

- AVALIAÇÃO E DIAGNÓSTICO CINESIOLÓGICO-FUNCIONAL

Elaboração do diagnóstico fisioterapêutico compreendido como avaliação físico funcional, sendo esta, um processo pelo qual, através de metodologias e técnicas fisioterapêuticas, análises dos desvios físicos funcionais intercorrentes, na sua estrutura e no seu funcionamento, com a finalidade de detectar e parametrar as alterações apresentadas, considerados os desvios dos graus de normalidade para os de anormalidade.

- FERRAMENTAS E MÉTODOS DE AVALIAÇÃO ERGONÔMICA

A análise de trabalhos com carga estática, ferramenta citada na NR17, que é a NIOSH para trabalhar a análise de postura. A ferramenta OWAS propõe analisar posturas mais propensas a levar a uma lesão. O RULA é uma ferramenta que permite avaliação detalhada de membros superiores, sendo usada em trabalhos que exigem movimentação contínua destes membros. O REBA engloba a análise de posturas imprevisíveis de corpo inteiro, além de analisar o trabalho repetitivo e a força muscular e o seu diferencial é permitir analisar tanto as posturas estáticas quanto as dinâmicas. O Strain Index analisa o trabalho repetitivo de membros superiores, esforços físicos aplicados na musculatura recrutada e, principalmente, pelo esforço psíquico ao realizar o trabalho.

- DOENÇAS OCUPACIONAIS – ASPECTOS CLÍNICOS DA SAÚDE DO TRABALHADOR

Estudo dos problemas de saúde provocados ou agravados pelo trabalho. Avaliação dos riscos ocupacionais. Análise do quadro de saúde dos trabalhadores no Brasil, em seus aspectos clínicos epidemiológicos.

- AVALIAÇÃO FUNCIONAL DO TRABALHADOR NO CONTEXTO DA ATENÇÃO BÁSICA

A área de Saúde do Trabalhador no Sistema Único de Saúde (SUS) é um conjunto de práticas sanitárias - assistência, reabilitação, vigilância, prevenção e promoção à saúde - que articuladas podem resultar, de forma eficaz, em atenção integral e intervenção no processo saúde/doença dos trabalhadores. O conhecimento da rede de atenção ao trabalhador possibilitará a formação do aluno no campo da Saúde do Trabalhador, ou seja, na identificação das reais necessidades de intervenção seja ela pautada na assistência - reabilitação, prevenção, recuperação, promoção - ou na vigilância dos ambientes de laborais, com a avaliação das reais condições de trabalho e dos principais fatores de risco.

- PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

Qualidade de vida (QV) e Qualidade de Vida no Trabalho (QVT). Modelos de QVT. Avaliação de indicadores da área da saúde. Estudos de casos de QVT. Programas de QVT.

- METODOLOGIA DA GINÁSTICA LABORAL

Fundamentos e conteúdos da Ginástica Laboral para saúde e segurança do trabalhador. Metodologia e técnicas de um Programa de Atividade Física na Empresa. Ergonomia. Avaliações. Princípios do Treinamento Físico, Fisiológico e Biomecânico relacionados às atividades laborais. LER/DORT. Saúde do Trabalhador. Acidente de trabalho. Legislação. Programas e pesquisas em Atividade Física na Empresa.

- DIDÁTICA E METODOLOGIA EM CURSOS SUPERIORES

A docência no ensino superior. Aula universitária, processo didático e seus elementos. O Planejamento e as possibilidades didáticas de organização de planos de ensino. Metodologias didáticas na docência no ensino superior. Relação pedagógica na aula universitária e mediação docente. Avaliação do processo ensino-aprendizagem: concepções teóricas e práticas, elaboração de instrumentos avaliativos.

- AVALIAÇÃO FINAL

No final, o aluno realizará uma avaliação, contendo questões relacionadas aos conteúdos ministrados ao longo do curso.

 

Cadastro e-MEC:  http://bit.ly/38pOyp9

A seleção é constituída das seguintes etapas:

1. Preenchimento de ficha de inscrição;

2. Pagamento da primeira mensalidade por meio de boleto bancário;

3. Encaminhamento da seguinte documentação para o endereço de e-mail: documentos@poseadsaocamilo.br

a) histórico escolar;

b) diploma de Curso de Graduação ou demais Cursos Superiores (fotocópia autenticada) ou, em caráter excepcional e provisório, a certidão de conclusão de Curso Superior, emitida por Instituição de Ensino Superior (IES) reconhecida.

c) cópia da cédula de identidade;

d) cópia do CPF;

e) uma fotografia no tamanho 3 x 4 atual;

f) curriculum vitae resumido.

23/11/2021 - (data prevista para início do curso)
Ver investimento INSCREVA-SE