Pós EAD em Neurociências aplicadas à educação

Foto do curso Neurociências Aplicadas À Educação

A neurociência contribui com a compreensão dos processos neurobiológicos da aprendizagem e a identificação de transtornos que podem afetar no aprendizado do aluno. É um conhecimento que proporciona subsídios para prática pedagógica e para a intervenção e orientação de profissionais da educação.

Tendo como objetivo o entendimento do mapeamento cerebral, é um conhecimento que ajuda numa intervenção pedagógica que busca sempre o aprimoramento das potencialidades dos alunos por meio da compreensão de como os estímulos chegam ao cérebro e como os processos cognitivos (atenção, memória, motivação, emoção, linguagem, entre outros) atuam nesses estímulos.

Dessa forma, esse curso é concebido para que os profissionais que atuam na educação possam conhecer os processos neurais que ocorrem no momento da aprendizagem, a reação do cérebro aos estímulos do ambiente, as interações e funções das regiões cerebrais, os processos cognitivos e o desenvolvimento neuropsicomotor para identificar processos e transtornos de aprendizagem e aprimorar sua prática pedagógica.

 Nos debates acerca da educação, está em pauta a preocupação com os processos de aprendizagem e com a inclusão escolar. As Neurociências dialogam com a educação justamente no âmbito que se refere ao aperfeiçoamento de estratégias que facilitem o aprendizado do aluno, como na identificação e trabalho pedagógico com alunos que apresentam transtornos e dificuldades de aprendizagem.

Esse campo envolve várias áreas de conhecimento (biologia, fisiologia, medicina, física, psicologia, pedagogia, entre outras) que estudam as estruturas, desenvolvimento e funções do sistema nervoso. Quando aliados à educação, esses estudos colaboram na compreensão do aprendizado.

Atualmente, sabe-se que o sistema nervoso é moldável, os neurônios são capazes de se regenerar e de se modificarem sob as ações de estímulos externos e internos. Isso significa que, com estímulos externos, é possível contribuir no processo de aprendizagem.

No contexto atual, no qual a inclusão escolar está entre as prioridades e os estudos sobre aprendizagem se aprofundam nas questões neurológicas e cerebrais, especializar-se em Neurociências e Aprendizagem significa ampliar as bases do conhecimento para busca de práticas pedagógicas eficazes.

 

Objetivos:

 - Preparar os alunos para dominar o conhecimento de como as funções cerebrais controlam e interferem diretamente no processo de aprendizagem, na execução de tarefas diárias e no comportamento.

-  Aprender a criar ferramentas neuropsicopedagógicas para aplicação na prática escolar;

- Aperfeiçoar a prática docente a partir do conhecimento neurobiológico;

-  Entender a individualidade no processo ensino/aprendizagem;

-  Possibilitar a criação e desenvolvimento de estratégias eficazes do ensino e aprendizagem;-

-  Saber atuar com as diferentes situações de aprendizagem;

- Identificar os problemas decorrentes de dificuldades ou transtornos de aprendizagem;

-  Compreender os processos neurobiológicos relacionados a aprendizagem;

-  Apresentar uma abordagem multi e interdisciplinar.

A quem se destina:  Professores, pedagogos, psicopedagogos, psicólogos, fonoaudiólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e outros profissionais envolvidos com aprendizagem ou áreas da saúde. (Portadores de Diploma de Curso Superior)

 


Carga horária: 380h.

Duração: Aproximadamente 12 meses.

100% online, sem encontro presencial.

- 3 encontros mensais ao vivo, aos sábados das 8h às 18h (com intervalos);
- Material complementar de estudos (artigos científicos ou cases);
- Avaliação: Testes ou atividades propostas pelo professor;
- As aulas ficarão gravadas e disponíveis na plataforma do aluno.

MATRIZ CURRICULAR:

NEUROANATOMIA E NEUROFISIOLOGIA I

Relacionar os avanços na área de desenvolvimento do sistema nervoso, tanto no nível celular quanto com relação aos aspectos cognitivos com a prática educativa. Evidenciar as características funcionais básicas do sistema nervoso; Conhecer a integração funcional entre sistema nervoso e outros sistemas; Conhecer as características funcionais do sistema nervoso voluntário e autônomo: Conhecer características fisiológicas dos componentes celulares; Conhecer com os avanços nos estudos sobre a comunicação sináptica e as implicações sobre processos cognitivos.

NEUROANATOMIA E NEUROFISIOLOGIA II

Relacionar os avanços na área de desenvolvimento do sistema nervoso, tanto no nível celular quanto com relação aos aspectos cognitivos com a prática educativa. Conhecer a integração funcional entre sistema nervoso e outros sistemas; Conhecer as características funcionais dos processos emocionais e motores: Conhecer características fisiológicas dos componentes celulares; Conhecer com os avanços nos estudos sobre a comunicação sináptica e as implicações sobre processos cognitivos.

DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR I E II

Analisar a relação existente entre crescimento, maturação e desenvolvimento humano na sua multidimensionalidade. Relacionar conceitos de aprendizagem motora, controle motor e desenvolvimento motor. Sequenciar o desenvolvimento hierárquico de habilidades motoras. Conceituar capacidade, habilidade e potencialidade motora. Facilitar o entendimento do aluno com relação aos processos de crescimento e desenvolvimento, os fatores interferentes e os métodos de avaliação durante a infância e adolescência. Compreender a avaliação qualitativa do desenvolvimento da criança e sua interação ambiental. Reconhecer dificuldades de aprendizagem relacionadas às dificuldades psicomotoras.

NEUROPSICOFARMACOLOGIA

Apresentar como o uso de medicamentos interfere (positivamente ou negativamente) no processo de aprendizagem.

FORMAÇÃO E APRENDIZAGEM

Aprendizagem e medição do conhecimento. Correntes pedagógicas. Métodos e estratégias de ensino e aprendizagem. Avaliação da aprendizagem. Tecnologias educacionais e a formação do aluno.

DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

A disciplina apresenta o estudo dos processos neurobiológicos envolvidos na aquisição e desenvolvimento da leitura/escrita e do raciocínio lógico-matemático. Procura instrumentalizar o aluno para reconhecer as alterações (transtornos e dificuldades) na aquisição da aprendizagem, intervir e realizar encaminhamentos necessários.

DÉFICIT COGNITIVO, TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS E SÍNDROMES 1 E 2

Possibilitar ao aluno diferenciar o transtorno mental da deficiência intelectual. Proporcionar um espaço potencial para a discussão sobre a dicotomia entre cérebro-mente, a partir das premissas psicológicas e neurológicas. Estudo das síndromes genéticas mais comuns, que interferem no desempenho cognitivo e na habilidade motora.

INCLUSÃO

Concepção histórica, social e política da inclusão escolar. Aspectos teóricos e metodológicos da educação especial. Implementação da educação inclusiva no sistema escolar. Inclusão e o cotidiano escolar.

COMO O CÉREBRO APRENDE 1 E 2 

Aprofundar o conhecimento de como o cérebro se desenvolve e de que forma isso muda a maneira de ensinar.

LINGUAGEM, PROCESSAMENTO AUDITIVO E VISUAL 1 E 2

A linguagem permite a comunicação de ideias e sentimentos, e é por meio dela que recebemos grande parte das informações do mundo, sendo assim o bom desenvolvimento da linguagem concomitante com outros processos cognitivos são facilitadores para o processo de aprendizagem. Neste sentido, conhecer o desenvolvimento da linguagem, suas possibilidades de manifestação, e as habilidades cognitivas envolvidas no processo de seu desenvolvimento, contribui para o desenvolvimento de formas de ensino-aprendizagem mais eficazes.

METODOLOGIAS ATIVAS  

Apresentar conceitos e estratégias pedagógicas sobre a metodologia ativa. Abordar a participação ativa do aluno como perceptor/representador. Esta disciplina propõe excitar o aluno a refletir, discutir e aplicar métodos e técnicas inovadoras de ensino-aprendizagem.

NEUROCIÊNCIA NA GESTÃO ESCOLAR

Cérebro, comportamento humano, sobrevivência e mudanças.

NEUROCIÊNCIAS APLICADAS A APRENDIZAGEM 1 E 2

Conhecer o cérebro e seu funcionamento. Compreender de como o cérebro se desenvolve e de que forma isso muda a maneira de ensinar.


A seleção é constituída das seguintes etapas:

1. Preenchimento de ficha de inscrição;

2. Pagamento da primeira mensalidade por meio de boleto bancário;

3. Encaminhamento da seguinte documentação para o endereço de e-mail: documentos@posead.saocamilo.br

a) histórico escolar;

b) diploma de Curso de Graduação ou demais Cursos Superiores (fotocópia autenticada) ou, em caráter excepcional e provisório, a certidão de conclusão de Curso Superior, emitida por Instituição de Ensino Superior (IES) reconhecida.

c) cópia da cédula de identidade;

d) cópia do CPF;

e) uma fotografia no tamanho 3 x 4 atual;

f) curriculum vitae resumido.