Tendências de Novas Tecnologias na Educação

Postado em 24/06/2020



Não é novidade que vivemos na era digital, um momento em que os avanços tecnológicos acontecem de maneira muito rápida e dinâmica, e ainda, que existem tecnologias presentes na maioria das áreas. Não seria diferente quando o assunto é educação.
 
As novas tecnologias da educação já estão presentes em alguns contextos, em escolas de nível fundamental e médio, e também em instituições de ensino superior. Alguns exemplos disso incluem:
 
• laboratórios de informática;
• uso de lousa digital;
• utilização de smartphones, tablets e outros dispositivos portáteis;
• implementação de disciplinas ou cursos inteiros a distância.
 
Segundo dados divulgados pela pesquisa TIC Educação 2018, 76% dos professores já fazem uso de tecnologias no processo de ensino-aprendizagem. Porém, ainda existe uma grande dificuldade na sua implementação, seja por falta de recursos ou por dificuldade de acesso.  
 
Essas novas exigências requerem que os profissionais da educação, sejam eles professores, educadores ou pedagogos, estejam atualizados e familiarizados com a utilização de ferramentas digitais e recursos tecnológicos aplicados em sala de aula. 
 

As tendências de Novas Tecnologias na Educação

Hoje em dia, com as novas gerações cada vez mais inseridas na interação digital, o conhecimento e o uso das novas tecnologias tornam-se muito importantes, também por conta dos seus inúmeros benefícios.
 
De modo a acompanhar essas demandas, que sofrem alterações e atualizações a todo momento, separamos 4 tendências da Educação e Novas Tecnologias que podem ser incorporadas nos ensinos básico e superior, seja em graduação ou em pós-graduação. Confira:
 

1. Gamificação

No contexto educacional e tecnológico, gamificação, do inglês gamification, refere-se ao uso de jogos digitais para auxiliar no processo de ensino-aprendizagem. Em geral, dialogam com a temática que está sendo abordada e permitem o aprendizado e a análise de situações de modo dinâmico e até divertido.  
 
Um grande exemplo é o jogo Enem Game, para estudantes em fase de prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 
 

2. Realidade aumentada

A realidade aumentada é uma tecnologia que permite a ampliação de uma experiência em que o mundo real é realçado pela tecnologia, podendo ser utilizada em diversos contextos. É uma ótima alternativa para explorar recursos adicionais dentro da disciplina.
 
Trata-se de uma ferramenta que prende a atenção e engaja os alunos, promovendo um maior aproveitamento do ambiente de ensino.
 

3. Internet das coisas (IoT)

A ideia central do conceito de “internet das coisas” (do inglês internet of things, IoT), é que os mundos físico e digital estão cada vez mais entremeados, e que a tendência é que se tornem um só.
 
Por isso, podemos encaixar aqui os objetos, gadgets ou ferramentas, que possibilitam conectividade e estão presentes no nosso dia a dia. Incluem-se aí smartphones, tablets, computadores, e-readers etc., objetos já presentes no cotidiano e que tendem a ter uma participação cada vez mais ativa no processo de educação.
 

4. Armazenamento em Nuvem

Armazenar arquivos virtuais, de todas as extensões, e compartilhá-los num servidor online sempre disponível, sem a necessidade de HD, pen drive ou da memória de um dispositivo já é uma prática bastante presente no dia a dia e que promete ter grande efeito no ensino. 
 
Com diversas capacidades de armazenamento, a nuvem, por exemplo, pode guardar trabalhos, atividades e projetos de todos os alunos, concentrados numa única pasta, facilitando a correção e, também, diminuindo a incidência do uso de papel. 
 
Utilizar as novas tecnologias na educação é algo que pode e deve ser feito sem prejudicar o processo de ensino-aprendizagem. Então, é importante que os educadores saibam lidar com esses novos recursos, a fim de que efetivamente possam garantir uma melhora no processo educacional. A pós EAD em Educação e Novas Tecnologias é um caminho para continuar atualizado com essas mudanças.