Consciência Negra: 10 filmes com protagonismo negro para assistir neste feriado (e no resto do ano)

Postado em 20/11/2020



Este é o mês da Consciência Negra, uma data importante para acender debates e diálogos sobre a luta antirracista. Hoje, separamos 10 filmes para você curtir neste feriado prolongado e um que tem estreia marcada para dezembro. Vamos lá!

10 filmes com protagonismo negro

1. Nós (2019), de Jordan Peele

Este filme é um thriller dirigido pelo cineasta estadunidense Jordan Peele. A história gira em torno de Adelaide (Lupita Nyong'o) e Gabe (Winston Duke), um casal que decide levar a família para passar um tempo na praia, com o objetivo de descansar em uma casa de veraneio. Porém, quando um grupo misterioso chega na casa, o clima de descanso muda para um clima de tensão.
 
O filme tem duração de 2h01min e verificação indicativa para 16 anos.
 
Vale uma menção honrosa para outro filme do mesmo diretor, outro thriller, chamado Corra! (2017), que também merece uma sessão com pipoca. 
 

2. Harriet (2019), de Kasi Lemmons

O longa, dirigido por Kasi Lemmons, é uma ficção baseada em uma história real, que conta a trajetória de Harriet Tubman, uma mulher negra ex-escravizada e uma das grandes ativistas pelos direitos abolicionistas no sul dos Estados Unidos. Uma verdadeira heroína da vida real!
 
O filme tem duração de 2h06min e verificação indicativa para 14 anos. 
 

3. Estrelas além do tempo (2016), de Theodore Melfi

Outro filme baseado em história real, “Estrelas além do tempo” narra os eventos da corrida espacial disputada pelos EUA e pela União Soviética, com o objetivo de mandar a primeira pessoa para o espaço. Nesse contexto, três mulheres negras, Katherine Johnson (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe) têm papel fundamental na Nasa. 
 
O filme tem duração de 2h07min e verificação indicativa livre para todos os públicos.
 

4. Infiltrado na Klan (2018), de Spike Lee

Em 1978, Ron Sallworth (John David Washington), um policial negro do Colorado, infiltra-se na Ku Klux Klan, uma organização supremacista responsável por orquestrar séries de ataques, linchamentos e crimes de ódio. Logo, por meio de seu colega de trabalho Flip Zimmerman (Adam Driver), Ron consegue se tornar pilar das sabotagens desses ataques. 
 
O filme tem duração de 2h16min e verificação indicativa para 14 anos.
 
Vale lembrar que Spike Lee, grande diretor estadunidense, também tem outros filmes mais do que relevantes por suas temáticas e representatividade, como Malcom X (1992), Faça a Coisa Certa (1989) e Ela quer Tudo (1986).
 
Você também pode gostar de:
 

5. Moonlight – Sob a Luz do Luar (2016), de Barry Jenkins

Um filme de Barry Jenkins, que conta a história de Chiron (Alex Hibbert, Ashton Sanders e Trevante Rhodes), um jovem negro que mora no subúrbio de Miami. Ao longo de sua vida, Chiron passa por momentos de autodescoberta. Este é um ótimo filme para refletir sobre a questão racial e a sexualidade, além de um importante filme também para os debates LGBTQIAP+. 
 
O filme tem duração de 1h51min e verificação indicativa para 16 anos.
 

6. O menino que descobriu o vento (2019), de Chiwetel Ejiofor

Filme baseado em uma história real, escrito, dirigido e estrelado por Chiwetel Ejiofor, ator e diretor britânico. O longa narra a história do jovem William Kamkwamba (Maxwell Simba), um garoto dedicado e inteligente, que busca formas para desenvolver uma inovadora turbina de vento. O roteiro é baseado no livro escrito por William Kamkwamba.
 
O filme tem duração de 1h53min e verificação indicativa para 12 anos.
 

7. Cada um na sua casa (2015), de Tim Johnson

Animação dirigida por Tim Johnson, que conta a história de amizade inusitada de um extraterrestre e uma garotinha chamada Tip (Rihanna), após a invasão da Terra por alienígenas. Essa é uma ótima opção para assistir com a garotada, e vale lembrar que essa animação já foi adaptada como uma série de desenho animado chamada “Nossa casa - As aventuras de Tip e Oh”.
 
A animação tem duração de 1h34min e verificação indicativa livre para todos os públicos. 
 

8. Pantera Negra (2018), de Ryan Coogler

Mais um filme para curtir com a família inteira, Pantera Negra é uma obra que conta a história de T’Challa (Chadwick Boseman), príncipe do reino de Wakanda, e também um dos super-herois dos Vingadores. 
 
O filme tem duração de 2h15min e verificação indicativa para 14 anos.
 

9. Rafiki (2018), de Wanuri Kahiu

Com direção de Wanuri Kahiu, Rafiki é a história de duas grandes amigas, Ziki (Sheila Munyiva) e Kena (Samantha Mugatsia), que contrariam a rivalidade política entre suas famílias. Da amizade desabrocha uma paixão, e elas se veem em um dilema: liberdade ou segurança? O filme é baseado no conto Jambula Tree, da escritora ugandense Monica Arac de Nyeko.
 
O filme tem duração de 1h23min e verificação indicativa para 14 anos.
 

10. M8 - Quando a morte socorre a vida (2020), de Jeferson De 

Com estreia marcada para dia 3 de dezembro, o longa dirigido por Jeferson De conta a história de Maurício (Juan Paiva), um jovem negro, estudante de Medicina, que se depara com a realidade de que o corpo que servirá de estudo é também negro. Com isso, o jovem inicia uma busca para revelar a identidade do jovem morto, conhecido como M-8. Vamos ficar de olho para a estreia desse filme!
 
O filme tem duração de 1h28min e verificação indicativa para 12 anos.
 
Vale ressaltar que Jeferson De, cineasta brasileiro, tem obras importantíssimas e premiadas, como Bróder (2010) e Carolina (2003).
 

#Dica Afroflix - o “Netflix” gratuito da cultura negra

Criado por Yasmin Thayná, diretora do filme “Kbela”, Afroflix é uma plataforma colaborativa de filmes, séries e outros conteúdos que tenham sido produzidos ou protagonizados por pessoas negras. 
 
Na descrição do site, encontramos o seguinte trecho:
 
AFROFLIX é uma plataforma colaborativa que disponibiliza conteúdos audiovisuais online com uma condição: aqui no AFROFLIX você encontra produções com, pelo menos, uma área de atuação técnica/artística assinada por uma pessoa negra. São filmes, séries, webséries, programas diversos, vlogs e clipes que são produzidos OU escritos OU dirigidos OU protagonizados por pessoas negras”.
 
Por mais que o dia 20 de novembro seja uma data reservada para a Consciência Negra, é importante ter em mente que a luta antirracista deve acontecer todos os meses e todos os dias do ano, tendo em vista que nosso país ainda sofre com a segregação e a marginalização da população negra. Essa é uma luta de todos, uma discussão de todos, e só com uma ação coletiva, essa condição pode ser superada, inclusive com a reflexão, o debate e a ação sobre o privilégio branco.
 
Por isso, essas são apenas 10 sugestões de filmes para assistir neste feriado, mas que não podem ser esquecidos no resto do ano. A visibilidade do cinema e da cultura negra como um todo deve ser presente 365 dias por ano.
 
pós ead são camilo
 

Compartilhe essa notícia