Informática Educativa incentiva o aprendizado dos alunos

Postado em 29/07/2019



Segundo o MEC, Informática Educativa significa "[...] a inserção do computador no processo de ensino-aprendizagem dos conteúdos curriculares de todos os níveis e modalidades da educação. Os assuntos de uma determinada disciplina da grade curricular são desenvolvidos por intermédio do computador".
 

O objetivo da implementação desse recurso nas escolas é utilizar o computador como recurso didático para as práticas pedagógicas nos diversos componentes curriculares, incentivando o acesso ao conhecimento, tanto para o aluno quanto para o professor. Além disso, a utilização de tecnologias da informação e comunicação facilitam, auxiliam e promovem novas formas de aprendizagens e conhecimento. De modo geral, pode-se observar também que, por meio de novas metodologias mais tecnológicas, torna-se mais interativo e dinâmico o processo de ensino-aprendizagem.
 

A informática é uma extensão da sala de aula, proporcionando aos alunos uma aula diferenciada, que busca o desenvolvimento da inteligência e da consciência individual e social. Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, a escola deve relacionar os diversos materiais disponíveis, como pode ser visto no Parecer CNE/CEB Nº 22/98:

 

Art. 3º
 

Item IV – As Propostas Pedagógicas das Instituições de Educação Infantil, ao reconhecer as crianças como seres íntegros, que aprendem a ser e conviver consigo próprios, com os demais e o próprio ambiente de maneira articulada e gradual, devem buscar a partir de atividades intencionais, em momentos de ações, ora estruturadas, ora espontâneas e livres, a interação entre as diversas áreas de conhecimento e aspectos da vida cidadã, contribuindo assim com o provimento de conteúdos básicos para a constituição de conhecimentos e valores.
 

Apesar de o computador ser apenas um dos recursos tecnológicos que podem ser utilizados na prática docente, seu diferencial é o poder de interação que proporciona aos usuários. Contudo, os computadores só provocam mudanças na educação se os professores se apropriarem dessa ferramenta integrando-a a todos os outros recursos de que dispõem. Como o professor é o agente de inserção da informática e seus meios, é necessário que tenha formação específica e receba o apoio necessário, além de se manter atualizado de forma contínua.

 

Para os profissionais que desejam se aprofundar no assunto pertinente, a São Camilo oferece o curso de pós-graduação EAD em Informática Educativa. Aproveite para conhecer essa especialização e faça parte da família camiliana!


Fonte:
https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/informatica/informatica-educativa-no-brasil/53797

 

Compartilhe essa notícia