Vitamina D: o que é, sua importância e quais os riscos da sua falta no organismo

Postado em 10/06/2021



As baixas taxas de vitamina D estão associadas a diversos problemas de saúde e doenças. Por isso, hoje vamos explorar o que é a vitamina D, para que serve e quais os riscos de sua falta no organismo.
 
De acordo com matéria publicada no UOL, a vitamina D é um micronutriente essencial lipossolúvel, isto é, ela consegue se dissolver em gordura e ser armazenada em grande quantidade. Segundo nutricionistas, existem duas formas principais da vitamina D:
 
Vitamina D2 (Ergocalciferol): de origem vegetal, sua forma de ser obtida é pela ingestão de alimentos ricos nesse micronutriente.
 
Vitamina D3 (Colecalciferol): ela é produzida pelo nosso corpo e também pode ser encontrada em suplementos; além disso, é obtida pela sintetização após exposição solar. 
 
A vitamina D é obtida de duas formas: pela dieta e pela exposição à luz dos raios ultravioleta (UV), inclusive, a maior parte do que necessitamos (de 80% a 90%) é obtida pelos raios solares.
 
Assim, os profissionais da área de Nutrição são de extrema importância no processo de atenção e tratamento da falta de vitamina D. 

Para que serve e qual a importância da vitamina D?

O nutriente tem uma função principal: possibilitar a absorção do cálcio e do fósforo presentes nos alimentos; por isso, a vitamina D é bem conhecida por contribuir para a saúde dos ossos do corpo. 
 
Porém, ela tem uma série de outras funções no organismo. Segundo a Dra. Abigail Ballone, em matéria publicada na Vida Natura, “Existem receptores para a vitamina D em todos os órgãos do corpo. Então, ela afeta desde a mente, o estado emocional das pessoas, até questões físicas como a saúde cardiovascular, pressão arterial e imunidade”.
 
Por isso, entre os benefícios e as funções da vitamina D, podemos destacar:
 
• Equilíbrio do sistema imunológico, ou seja, das defesas do corpo.
• Ajuda a controlar a pressão arterial.
• Diminui o risco de diabetes, já que melhora a capacidade do corpo de produzir insulina.
• Diminui o risco de doenças relacionadas ao metabolismo.
• Protege contra a formação de tumores.
 
Você também pode gostar de:

Quais são os riscos da falta e do excesso de vitamina D?

De acordo com pesquisas, estima-se que cerca de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo tenham deficiência da vitamina D, sendo esse um problema de saúde pública mundial.
 
A deficiência desse nutriente está relacionada com a aparição de doenças como: ossos frágeis, doença de Crohn, sensação de cansaço e fraqueza muscular, gripe e tuberculose, entre outras.
 
Contudo, se, por um lado, a falta da vitamina D ajuda a aumentar o risco dessas e de outras doenças, o excesso dela no organismo também pode fazer mal à saúde. Por isso, o acompanhamento de médicos e nutricionistas é de extrema importância. Tomar suplementação de vitamina D sem acompanhamento de um profissional da saúde pode resultar em problemas de saúde.
 
pós em nutrição
 
 
 

Compartilhe essa notícia