Burnout e a importância da Psicologia Organizacional

Postado em 23/08/2021



A síndrome de burnout ou síndrome do esgotamento profissional acomete boa parte dos trabalhadores brasileiros. Vamos conhecer mais sobre a síndrome de burnout e a atuação do psicólogo organizacional.
 
Dores físicas, exaustão, sofrimento emocional, trabalho excessivo, entre outros, são sintomas da chamada síndrome de burnout.
 
Segundo a Associação Nacional de Medicina do Trabalho (ANAMT), 30% dos mais de 100 milhões de trabalhadores brasileiros sofrem com essa síndrome, taxa que pode ter se intensificado com a pandemia de Covid-19.

O que é síndrome de burnout?

Burnout (esgotamento, em tradução livre) é uma palavra de origem inglesa utilizada para designar um distúrbio psíquico ocasionado principalmente pela exaustão profissional, ou seja, relacionado ao trabalho.
 
Algumas profissões tendem a apresentar altos índices de burnout, como bombeiros, enfermeiros, professores, entre outras, justamente porque são profissões que exigem mais do aspecto emocional.
 
Contudo, essa síndrome pode acometer trabalhadores de qualquer área. Mas, quais são os principais sintomas do burnout?

Sintomas da síndrome de burnout

Os sintomas da síndrome de burnout podem ser físicos ou psicológicos. A pessoa pode sentir:
• exaustão mental e física;
• insônia persistente;
• falta de concentração;
• perda de apetite;
• irritabilidade e agressividade;
• lapsos de memória;
• baixa autoestima;
• desânimo e apatia;
• dores no corpo, como nas costas e na cabeça;
• sentimentos de derrota, de fracasso e de insegurança;
• isolamento social;
• tristeza excessiva;
• outros sintomas. 
 
Você também pode gostar de:

O tratamento do burnout

O tratamento para a síndrome de burnout vai depender do estágio em que a pessoa se encontra. Em alguns casos, a intervenção da psicoterapia é suficiente; em outros, é necessário realizar o tratamento com medicamentos indicados por um psiquiatra.
 
Em ambos os casos, o acompanhamento psicoterapêutico é essencial, mesmo que junto com a intervenção medicamentosa, para que o bem-estar e a saúde mental da pessoa sejam restituídos. 

A importância da Psicologia Organizacional 

Os psicólogos organizacionais são essenciais para a conscientização de todos sobre o burnout e a sua prevenção, justamente porque, como já destacamos no post sobre Saúde mental no trabalho: “Os psicólogos organizacionais especializados são os profissionais dedicados a estudar e entender as implicações da psicologia no ambiente corporativo, com o objetivo de promover a saúde no contexto do trabalho”.
 
Assim, os psicólogos organizacionais atuam: 
• como fonte de conhecimento e disseminação de informações sobre o burnout; 
• levando aos altos cargos as melhores maneiras de promover a saúde mental no trabalho e, assim, evitar casos de burnout; 
• para servir de apoio e acolhimento para os colaboradores, entre outros. 
 
Se você está buscando ampliar seus conhecimentos, melhorar seu networking, consolidar sua carreira em Psicologia Organizacional e, ainda, conseguir diferenciar-se no mercado de trabalho, faça o curso de especialização EAD em Psicologia Organizacional.
 

Compartilhe essa notícia